,

Book Haul + Favoritos de Março

terça-feira, março 31, 2015


    Março acabou e neste post venho contar um pouco o que chegou e o que li/assisti este mês. Já fazia um bom tempo que eu estava querendo começar a fazer postagens deste formato e agora tentarei fazer isso mensalmente. Espero que vocês gostem e vamos lá!



   Esse mês comecei uma parceria com a editora Novo Conceito e eles me enviaram três livros (imagem a cima). A mais pura verdade, Fingindo e Supernova são os livros lançamentos do mês de março na Novo Conceito. Já tive oportunidade de ler o primeiro e em breve postarei uma resenha aqui no blog, então fiquem ligados.  

   Estou tentando comprar o mínimo de livros possível até que eu acabe a pilha de leituras atrasadas na minha estante. Por esse motivo, esse mês comprei apenas um livro que eu estava esperando a bastante tempo: Eu fico loko! O livro é de um vlogger que acompanho já há alguns anos, já li e vocês podem conferir a resenha aqui no blog.


Leituras

Todo mês sempre tento ler no mínimo um livro por semana, e felizmente em março consegui cumprir essa meta. Li quatro livros e gostei muito de todas as leituras.



Quem é você, Alaska? (John Green)

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".





A mais pura verdade (Dan Gemeinhart)

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano.





O apanhador no campo de centeio (J. D. Salinger)

Narra um fim-de-semana na vida de Holden Caulfield, jovem de 16 anos vindo de uma família abastada de Nova York. Holden, estudante de um reputado internato para rapazes, volta para casa mais cedo no inverno depois de ter recebido más notas em quase todas as matérias e ter sido expulso. No regresso a casa, decide fazer um périplo adiando assim o confronto com a família. Holden vai refletindo sobre a sua curta vida, repassa sua peculiar visão de mundo e tenta definir alguma diretriz para seu futuro. Antes de enfrentar os pais, procura algumas pessoas importantes para si (um professor, uma antiga namorada, a sua irmãzinha) e tenta explicar-lhes a confusão que passa pela sua cabeça. 



Pão feito em casa (Rosana Rios)

Três Jovens. Uma receita. Alguns segredos.
Esses são os ingredientes com os quais a autora prepara uma história de mistérios e de descobertas em que a condição humana, com toda a dor e a angústia de crescer, será o fermento que mobilizará Ariana, Tobias e Ricardo a buscarem seus objetivos.








Filmes:


    Já em relação aos filmes não tive um bom rendimento. Assisti apenas dois filmes e mesmo assim eles não são novos. Garota Exemplar (imagem à direita) que conta a história do sumiço de uma mulher e vários segredos que são desvendados no decorrer do filme. Apesar de não ter um final bem formulado, gostei da trama e fiquei bem curioso para conferir o livro que inspirou este filme. E assisti também Jogos Famintos (imagem à esquerda) que é um filme paródia de Jogos Vorazes. Achei bem sem noção, porém muito divertido e engraçado. Indico ambos os filmes deste mês.



Seriados:


       O mês foi muito bom quando o assunto é seriado. Tive a oportunidade de assistir a season finale de duas das minhas séries favoritas. American Horror Story: Freak Show acabou como todas as outras temporadas, espetacular! Sem palavras, achei incrível e conseguiu manter o nível da série. E a segunda temporada de The 100 também foi incrível, o final um pouco bagunçado e meio confuso, porém creio que tudo irá se explicar na próxima temporada. Provavelmente irei fazer textos específicos para as duas séries pois elas são fantásticas.


Por hoje é isso pessoal, no final do próximo mês voltarei novamente com o Book Haul e os Favoritos do Mês, espero que tenham gostado!




Você também poderá gostar:

0 comentários

INSCREVA-SE NO NEWSLETTER

Receba um e-mail com os novos posts! Relaxe, não divulgaremos o seu e-mail.

Disclaimer

Para fins de direitos autorais declaramos que as imagens do site são encontradas na internet e não tomamos o crédito, a não ser que dito. Se você (pessoa jurídica ou física) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça em nosso site favor entrar em contato e ela será removida.